Notícias

FGTS EMERGENCIAL: Caixa libera R$ 1.045 na segunda

O dinheiro só estará disponível para saques e transferências para outros bancos 30 dias depois, ou seja, a partir de 15 de julho, e de forma escalonada pelo mês de aniversário

O governo deve liberar na segunda-feira (15) o acesso a até R$ 1.045 (valor do salário mínimo) do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para todos os trabalhadores que tenham saldo em contas ativas ou inativas no FGTS. Segundo uma fonte do governo ouvida pelo Valor Investe, no entanto, por 30 dias (de 15 de junho a 15 de julho), os R$ 36 bilhões do novo “saque emergencial” do FGTS só estarão disponíveis no aplicativo Caixa Tem, o mesmo usado por beneficiários do auxílio emergencial, aquele de R$ 600. De acordo com essa mesma fonte, a partir de 15 de julho, o dinheiro poderá ser sacado ou transferido para outros bancos, mas com um escalonamento de datas, com base no mês de aniversário da pessoa.

Por meio do app Caixa Tem é possível fazer pagamento de contas e boletos de água, luz, telefone e cartões de crédito. A pessoa também pode emitir um cartão de débito digital, que pode ser usado para comprar em sites e aplicativos. Várias grandes lojas de departamentos já colocaram em seus sites a possibilidade de pagamento via Caixa Tem.

O dinheiro do FGTS só não estará disponível para saque em espécie a partir de segunda-feira porque não há papel moeda (leia-se notas de dinheiro) suficiente para honrar todos os saques, segundo essa fonte do governo ouvida pela Valor Investe. Isso porque ela se soma ao programa de auxílio emergencial, que inicialmente liberou três parcelas de R$ 600 para milhões de pessoas, e colocou nas mãos dos brasileiros dezenas de bilhões de reais, o que, até o início da pandemia, não era previsto.

Essa liberação de dinheiro levou a Casa da Moeda a produzir mais papel moeda a toque de caixa. Desde 13 de março, o total de dinheiro em circulação no país aumentou R$ 70 bilhões, saindo de R$ 256 bilhões em 13 de março, para R$ 326 bilhões, de acordo com dados do Banco Central.

Mas mesmo com esse esforço, a Caixa foi obrigada a achar uma maneira alternativa de liberar os recursos sem ter de colocar as notas de dinheiro efetivamente na mão das pessoas. E essa alternativa foi o aplicativo Caixa Tem.

Como vai funcionar o saque?

Para amenizar os impactos na economia causados pela Covid-19, o governo através da Medida Provisória de n° 946/2020 de 7 de abril de 2020, decidiu liberar novos saques de contas ativas e inativas do FGTS. O valor poderá chegar até R$ 1.045 por trabalhador.

Além de garantir o saque emergencial, a MP 946 também extingue o fundo PIS-Pasep, que foi criado em 1975. O saldo do fundo será transferido para o FGTS, mas o abono salarial não sofrerá mudanças. Segundo o governo, o dinheiro remanescente do PIS-Pasep que não for movimentado até 1º de junho de 2025 será considerado abandonado e passará a ser propriedade da União.

Outro ponto importante é que o saque emergencial do FGTS é diferente do saque aniversário. Quem aderiu ao benefício de aniversário pode sacar uma porcentagem referente ao valor do salário, que varia de acordo com as determinações do Ministério da Economia sobre o saldo disponível nas contas. O calendário para o saque aniversário desse ano já foi divulgado pela Caixa e o prazo limite depende do mês de nascimento de cada trabalhador.

Durante a quarentena, os diversos saques do FGTS podem ser realizados pelo app CAIXA Tem. Embora o saque emergencial não esteja disponível no momento, o trabalhador já pode conferir o saldo do FGTS em sua conta no site da Caixa. Confira a seguir, como consultar o extrato.

Como consultar saldo do FGTS

 

Passo 1. Acesse o site da Caixa (acessoseguro.sso.caixa.gov.br) destinado ao FGTS.

Informe apenas o número de seu CPF ou NIS, selecione o documento a ser utilizado e, em seguida, pressione “Não sou um robô”. Selecione a opção “Cadastrar/Esqueci Senha” para criar o seu usuário;

Para acessar o saldo, o usuário deve primeiro criar um cadastro no site da Caixa — Foto: Reprodução/Caroline Doms

 

Passo 2. Na página seguinte, leia os termos do cadastro de senha digital e selecione “aceito”;

Aceite os termos para acessar o saldo do FGTS — Foto: Reprodução/Caroline Doms

 

Passo 3. Após isso, informe seu nome completo, o nome de sua mãe e pai. Além disso, informe a data de nascimento e o número de seu RG sem digitar pontos e traço. Selecione “Não sou um robô” e confirme;

Informe os dados necessários para criar login — Foto: Reprodução/Caroline Doms

 

Passo 4. Na próxima página, informe um endereço de e-mail, cheque que não é um robô e confirme;

Informe um endereço de e-mail válido para cadastrar a senha — Foto: Reprodução/ Caroline Doms

 

Passo 5. Um e-mail será encaminhado para o endereço informado.

Localize o e-mail e acesse o link, que o redirecionará para o cadastramento de senha. Será preciso criar uma senha com no mínimo seis caracteres alfanuméricos e no máximo oito;

Crie uma senha com no mínimo seis digitos para acessar o extrato do FGTS — Foto: Reprodução/Caroline Doms

 

Passo 6. Informe os seus dados de login, marque que não é um robô e confirme;

Após realizar o cadastro, o usuário deve fazer o login em sua conta — Foto: Reprodução/Caroline Doms

 

Passo 7. Ao fazer o primeiro login, responda à pergunta de segurança sobre seus dados contratuais e pressione confirmar;

Site da Caixa realiza perguntas de segurança sobre o histórico contratual do trabalhador — Foto: Reprodução/Caroline Doms

 

Passo 8. Após isso, acesse a aba “FGTS” e encontre a opção “extrato”;

No site da Caixa, é possível consultar o extrato da conta FGTS — Foto: Reprodução/Caroline Doms

 

Passo 9. O saldo disponível da sua conta FGTS será exibido na página seguinte.

Confira se há saldo suficiente para realizar o saque emergencial.

Extrato apresenta saldo disponível na conta do FGTS — Foto: Reprodução/Caroline Doms

Fonte
Valor Investe
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, desabilite o adblocker para visualizar vagas